segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

SUPERBAD - É HOJE


NOTA: 10.
- Sabe quando a garota acorda no dia seguinte e diz: "Ah. Eu estava tão bêbada na noite passada. Eu não devia ter dormido com aquele cara." Nós podemos ser esse erro.

Alguns filmes conseguem ser atemporais. Há um tom nostálgico nessa produção que vai desde o figurino até mesmo pela forma que a história é contada. Eles podem dizer algumas gírias atuais e até mesmo se comunicarem pelo celular e internet, mas a história que eles tomam parte pode ser contada agora, no passado ou até mesmo no futuro.
A história foi escrita por Seth Rogen e Evan Goldberg, que nomearam os personagens principais com seus próprios nomes. Talvez a história seja autobiográfica. Ela parece ser, mas pode ser baseada na história de muitos adolescentes.
Seth (Jonah Hill) e Evan (Michael Cera) são amigos desde os 8 anos de idade e fazem tudo juntos. São inseparáveis por mais 3 semanas, já que os dois não vão mais frequentar a mesma faculdade. Mas antes de se separarem, eles querem experiência sexual para não chegarem "crus" nas universitárias, mas são tão impopulares que sequer são convidados para as festas. Eles ainda tem um parceiro, Foggel (Christopher Mintz-Plasse), que é tão impopular que até mesmo eles o consideram impopular.
Então o universo converge para eles: Foggel compra uma identidade falsa que o permite comprar bebidas, ao mesmo tempo Seth e Evan são convidados para uma festa por meninas que parecem se interessar por eles. Então o plano é simples: eles devem comprar bebidas para a festa e dormir com as respectivas meninas.
Os problemas começam quando eles prestam atenção na identidade de Foggel. Além de colocar que tem 25 anos, o documento tem apenas um nome: McLovin (o ator até hoje é conhecido pela alcunha, quem sabe no futuro ele não escreve um livro "Eu não sou McLovin"). O resto do filme se passa com as aventuras dos três para conseguir bebidas e ainda as desventuras de dois policiais (Seth Rogen e Bill Hader, no que eu espero não ser autobiográfico).
Eles não querem encontrar o grande amor da vida deles, eles querem apenas experimentar uma aventura antes de irem para a faculdade. Provavelmente a única aventura de suas vidas até o momento.
O filme pode ter um certo exagero de palavrões, mas em nenhum momento é porque tenta ser apelativo. Acho que é apenas uma questão de manter o ritmo do filme. Superbad faz reviver a agonia de ser adolescente, sem precisar ser bobo para isso. É um filme com coração. Com alma. E quando se propõe a ser engraçado, é engraçado. Mas sempre com profundidade. Maturidade. Nada de fofocas aqui, é um filme de adolescentes que qualquer um pode assistir. E gostar.

Um comentário:

  1. Que filme bonito, interessante,que comédia legal divertida, e que final!!!! que final é aquele???? Arrebatador,avassalador, surpreendente, interessante, diferente "fugindo do convencional" e que subtexto bem contruindo,que tensão sexual discreta, delicada "imperceptivel" para olhos "famintos" e ansiosos, vale a pena conferir, entrou para a galeria dos meus filmes preferidos, recomendo com louvor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...