quinta-feira, 9 de junho de 2011

NAMORADOS PARA SEMPRE


NOTA: 9.
- Eu não queria ser o pai de alguém, ou o marido de alguém, essa não era minha meta na vida. Mas de alguma forma era. Eu trabalho para que eu possa fazer isso.

Falar que casamento é uma coisa difícil é chover no molhado. Aqui acompanhamos as dificuldades de um casal durante o deles. A distribuidora esperou para lançar este filme no final de semana do dia dos namorados e colocou um título que pode induzir as pessoas que esta é uma linda história romântica. Não é. O casamento desses dois é uma coisa difícil, sim, e nem sempre é feito de belos momentos. Como grande parte das relações, eles também tem seus problemas.
O casal é Dean (Ryan Gosling) e Cindy (Michelle Williams). Eles tem uma casa onde moram com a filha, ela é uma enfermeira e ele pinta casas. Fazem apenas seis anos que estão casados e ela sequer consegue lembrar porque casou com ele, e ele não parece se importar com qualquer coisa que não seja ficar em casa com elas e beber ocasionalmente. Ele não é um alcoólatra e isso não é o grande problema do casamento deles, mas ele já não parece mais ser aquele jovem  promissor e romântico que costumava ser. Ele ficou parado no tempo e não tem mais ambições, o que a incomoda.
Posteriormente, entrecortando com as cenas do presente, vemos o início da relação dos dois. A mudança é facilmente perceptível pela mudança física dos dois, mais fácil ainda pela mudança de atitude deles. Dean era capaz de fazer grandes gestos românticos e ela costumava gostar disso. Não existe mais essa química entre os dois e eles parecem estarem juntos agora por força do hábito. A volta ao passado também serve para mostrar porquê certas coisas no filme acontecem durante o filme.
Na verdade, o filme vai e volta no tempo como se estivesse tentando descobrir o que pode ter dado errado no meio do caminho desses dois. Para ele a resposta pode ser que nada tenha dado errado, e ela não pode mais suportar isso.
Eles se conheceram em um asilo. Ela estava visitando sua vó e ele estava ajudando na mudança de um senhor para lá. Nenhum dos dois realmente pertencia àquele lugar. Era improvável que eles pudessem se conhecer em um lugar como este, então talvez seja improvável que duas pessoas que se conheceram dessa forma, possam se darem tão bem por muito tempo. Esses dois mal se conhecem. Toda a relação é prematura, até o casamento. 
Parece que o diretor e co-roteirista levou mais de uma década para levar o filme às telas. Ele declarou que o roteiro teve mais de 67 versões até chegar ao que ele usou para filmar. Se o que ele esperava era alcançar um roteiro que prendesse a atenção da platéia sem se preocupar com assuntos aos quais a platéia está acostumada (como doenças, dificuldades de criar um filho ou coisas do gênero), ele conseguiu. Esse é um filme diferente por tratar de um assunto que todos passamos, mas pouco falam.
Li alguns críticos reclamando que as razões dos problemas do casal não ficam claros o suficiente para o público. Você pode dizer com absoluta certeza de que sabe porque todos os seus relacionamentos acabaram? Simplesmente, ás vezes essas coisas acontecem. Talvez certas coisas não tenham uma resposta concreta. Ainda assim podem nos emocionar. Em especial pela interpretação do casal que é nada mais que soberba. Um belo trabalho que vale a pena ser visto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...